Confecção Helena Skripes no Projeto Manas Poderosas

A confecção Helena Skripes é da lindíssima Carol Skripes. O seu primeiro nome é Helena, por conta disso o nome da marca.

A Carol me contou que a marca é a realização de um sonho. Apesar de sempre sonhar em fazer Design de Modas, ela nunca teve condições financeiras de cursar e por conta disso, entrava sempre no site da PuC-RS para “namorar” o curso.

Porém, em 2014, ao entrar no site da Universidade, ela viu que iria ter uma prova para conseguir bolsa de estudo e foi assim que ela conseguiu fazer o sonhado curso.

Com o resultado da bolsa de estudo e o fato de ter realizado um curso de corte e costura, em 2014, surgia a Helena Skripes.

No começo, a Carol fazia apenas saias exclusivas por conta de sua pouca prática na costura. No entanto, atualmente, ela confecciona camisas western e as bolo ties.

Ela é de Curitiba, mas envia para todo o Brasil. Alguns músicos fazem suas camisas na Helena Skripes. Um músico famoso que usa a marca é Almir Sater ( a camisa dele é a bordada com flores vermelhas abaixo).

Caso queira conhecer mais o trabalho da Carol, vem dar uma conferida nas suas redes sociais:

Facebook Helena Skripes

Instagram Helena Skripes

 

Sobreposições estilosas para ousar no inverno

Uma das opções mais usadas na hora de compor looks de inverno são as sobreposições. Que tal ousar criando composições diferentes e estilosas?

Mesmo o inverno no Brasil não sendo tão frio em todas as regiões, esse ano ele veio um pouco mais forte e alguns dias tem sido bem gelados, então uma das soluções mais simples na hora de se vestir, é apostar nas sobreposições. É possível montar looks muito confortáveis, estilosos e ousados, juntando algumas das maiores tendências de 2017. Vem conferir!

A meia-arrastão voltou com tudo esse ano, e já rolou até post aqui no blog falando sobre ela (você pode ler clicando aqui). Um dos jeitos mais legais e diferentes de usar a peça é colocando junto com calça, principalmente as calças rasgadas, para que ela apareça bastante e se destaque.

Fotos: Reprodução/Pinterest

Outra tendência já bem conhecida é a do slip dress com T-shirt. Geralmente usa-se com camiseta branca, mas para continuar apostando nesse estilo, vale usar o vestido com blusas de manga longa, ou até usando um casaco ou maxi cardigan por cima. Fica lindo e muito estiloso.

Fotos: Reprodução/Pinterest

As jardineiras são outra peça que se destacou bastante há um tempo e continua cada vez mais presente nos looks das fashionistas. Para usar no inverno, os modelos de calça, ficam legais com casacos e moletons, por baixo ou por cima dela. É uma alternativa confortável e bem diferente para criar um look mais descontraído.

Fotos: Reprodução/Pinterest

Também não podemos esquecer das tradicionais sobreposições usando blusas e casacos, que todo ano ajudam a nos manter quentes e podem ser aliadas na hora de criar combinações harmônicas. As jaquetas bomber e as jeans oversized são apostas legais para criar esses looks, junto com casacos, malhas e camisas. Mesmo sendo o mais tradicional, ainda é possível ousar e criar composições estilosas e únicas.

Fotos: Reprodução/Pinterest

E então, qual dessas opções de sobreposição você já usava ou vai usar a partir de agora? Deixe nos comentários suas opiniões e dicas! Por um inverno mais quentinho e estiloso!

Dia dos avós- uma singela homenagem á aqueles que tanto nos amam

Assim que descobri que dia 26/07 é o dia dos avós, não pensei duas vezes para fazer este post homenageando-os.

A minha relação com os meus avós é muito boa, eles são como pai e mãe pra mim com bônus de mimação nível hard!!!

Porém, hoje em especial, quero homenagear o meu avó Zé que desde 2011 não está mais entre nós!

Carta de saudades ao meu eterno e amado avô Zé do Mato

Vô,

Desde que você se foi, as coisas não são mais as mesmas. Os meus Domingos ficaram mais cinzas e chatos; o meu Natal anda incompleto  e a saudade, que eu achava que o tempo diminuiria, só aumenta.

Ainda não consigo passar em frente á sua casa, mesmo com todas as modificações realizadas pelo novo dono. Ainda te vejo na varanda, esperando eu, mamãe e papai chegar para te ver ou quando olho na esquina, consigo te ver descendo do ônibus ansioso porque estamos te esperando chegar e me dá vontade de sair correndo mais uma vez em sua direção para lhe dar bença e ouvir a sua risada de felicidade.

Sinto falta de saber que se um dia, os meus pais me expulsassem de casa, eu teria um lugar para morar. Você sempre deixava a porta da sua casa aberta, caso eu precisasse.

Sinto falta de ouvir os seus causos, que na maioria das vezes deixava mamãe preocupada, pois você já não tinha mais idade para aprontar e ainda aprontava como se fosse um adolescente.

Ainda não consigo usar vestido vermelho, pois lembro de ti me chamando de dama de vermelho naquele último Natal em que passamos juntos.

A sua risada ainda ecoa na minha mente, pois não importava a situação, você sempre sorria. Você ria mesmo quando a gente brigava e  por conta disso, acabávamos rindo e esquecendo o problema.

Outro dia, ouvi a frase que me marcou para sempre:

Saudades é o amor que fica!!

Me marcou porque eu sei que o tamanho da saudades que eu sinto de ti, é o tamanho do meu amor. A intensidade também. Chega a ser absurdo e a doer de uma tal maneira, que poucos entendem.

Onde estiver, olhe por nós e não esqueça que te amamos.

Bença vô!

Um dia nos encontraremos novamente!

 

 

 

 

Sobre a “Era troco likes”: Vale mesmo a pena se estressar na internet?

É possível acompanharmos todos os dias diversas situações na internet onde confusões sem sentido são desencadeadas e vence quem lacrar mais ou mais rápido sobre o tema em questão. Mesmo que não seja algo que a pessoa acredita, ela busca brigar dentro dos muros da internet por saber que no final da história ela vai ter seus likes pra contar no fim do dia.
Qual o propósito disso? Mudar quem tu é por conta de uma possível visibilidade momentânea que o teu discurso (muitas vezes equivocado) pode causar em quem por ventura se interessar em parar o que está fazendo pra te ouvir gritar em caps lock? Então tá.
Acho que todo mundo já esteve dos dois lados dessa história em algum momento da vida e seria muita hipocrisia afirmar que algumas pessoas já nascem com suas almas lindas, plenas e desconstruidíssimas desde o primeiro segundo aqui na Terra. Ao mesmo tempo que não faria sentido algum bater o pé e falar um “eu sou assim mesmo, sei que estou errada, mas não ligo e que me aturem”. Calma lá.
Primeiro que isso é popularmente conhecido como a “síndrome de Gabriela”, pois, “eu nasci assim, eu cresci assim e sou mesmo assim, vou ser sempre assim, Gabrieeela” e, em segundo lugar, isso te impede de evoluir na vida. Pense em como você era há 5 anos. Nas discussões que se meteu ou que criou dentro da tua cabeça por motivos tais que hoje tu nem te lembra direito. As opiniões que mudaram e as confusões que tu simplesmente não quis mais se envolver ou criar.
O quanto tu evoluiu de lá pra cá? Por quais assuntos realmente tu acha até hoje que valeu a pena ter dispensado tanta energia?
É realmente complicado quando a gente se depara com tantos extremos na internet, como o grupo de pessoas que acredita que todas as discussões importantes não passam de “reclamações da geração mimimi” e o pessoal que acorda com a necessidade de lacrar a todo custo, de brigar por motivos vazios e de criar discussões que nem mesmo acredita, apenas em busca de um print seguido do like perfeito.
Vamos com calma, gente. Tanta coisa que poderíamos estar resolvendo nas nossas próprias vidas com essa energia toda, você não acham? Saúde mental não se forma com likes não, acreditem.

Rock e as mulheres no vocal

Hoje é dia internacional do Rock, baby!

E nada melhor que fazer um post para comemorar esta data. Eu curto Rock desde pequena, comecei ouvindo Raul Seixas e quando começou a minha adolescência ( com cerca de 12 anos), conheci a banda Nirvana e depois disso não parei mais de conhecer bandas e curtir.

Uma época só ouvia banca de Rock com vocal feminino, não importando o estilo dentro do Rock. Hoje, vou mostrar três bandas com vocais femininos que eu curto muito. Vem curtir comigo!!

1- The Distillers

Banda Punk formada em  Los Angeles em 1998 e com o seu término em 2006. Sua vocalista Brody Dalle colocou um ponto final na banda por conta de sua gravidez  com Josh Homme do Queens Of The Stone Age.

https://www.youtube.com/channel/UC0IgXauKJxajIax3jsS9kqw

2- Hole

Banda de Rock Alternativo formada em Los Angeles pela viúva do vocalista do Nirvana ( Kurt Cobain), Courtney Love.

https://www.youtube.com/channel/UCnKx6kb8WqCUTEZmZlc58xQ

3- Rita Lee

Não poderia deixar de colocar a diva Rita Lee na minha lista de favoritas. Brasileira e considerada a Rainha do Rock Brasileiro. Devido a sua fragilidade física, se aposentou em 2012.

https://www.youtube.com/channel/UCnKx6kb8WqCUTEZmZlc58xQ

E aí, me conta quais as suas bandas  preferidas!